terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

Febre e Tosse nas Crianças

Febre
A temperatura corporal normal varia entre os 36ºC e 37ºC, a febre é um aumento da temperatura corporal superior a 37, 5ºC e pode ser uma reacção do organismo contra uma infecção. Maioritariamente, a febre é um sintoma de infecções com origem viral (1).
A febre é um mecanismo corporal para combater as infecções. Assim, se a baixar mal comece a subir, deixa de funcionar como um mecanismo de defesa. Só deve diminuir a febre apenas quando chegar aos 39ºC ou antes se a criança estiver prostada. (2)
Medidas a serem tomadas:
  • Trocar a roupa por uma mais leve, retirar cobertores e mantas;
  • Local arejado, com uma pequena entrada de ar fresco;
  • Beber líquidos, para evitar desidratação, como água, chá, leite ou sumos naturais;
  • Banho de água morna durante 10 a 20 minutos, nunca de água fria, nunca passar álcool sobre o corpo da criança;
  • Dar antipirético como o paracetamol (Panasorbe®, Ben-u-ron®) ou ibuprofeno (Brufen®). Siga as instruções de posologia da embalagem, respeiranto as doses recomendadas para o peso e o intervalo mínimo entre cada administração de medicamento e a medida de temperatura antes da toma deste. Nunca exceda as doses, pois pode dar origem a intoxicações.

Quando acontecem as convulsões febris?

Normalmente, ocorrem quando o aumento da temperatura corporal é brusco. Há crianças com predisposição genética a fazer convulsões. Nestes casos, a convulsão pode ocorrer mesmo quando a temperatura não está muito elevada. Entre os 3 meses e os 3 anos de idade, 3 a 5% das crianças podem apresentar convulsões febris. A partir dessa idade, as convulsões febris são escassas.

Durante as crises convulsivas, a criança pode:

  • perder a consciência;
  • ter movimentos anormais;
  • ficar rígido;
  • espumar pela boca;
  • revirar os olhos.

O que fazer?

Manter a criança deitada e não impedir os seus movimentos, não colocar qualquer objecto na boca e dirigir-se ao serviço de urgência ou contactar o seu médico.

Tosse


A tosse também é um mecanismo de defesa, uma forma do organismo se defender e expulsar as secreções. Assim, nunca deve dar xaropes para a tosse (Antitússicos) sem indicação médica, se o fizer pode estar a piorar o problema.

Para tratar a tosse, o melhor é fluidificar as secreções, através de nebulizações, “vapores”, só com soro se tiver o aparelho, se não simplesmente respirar os “vapores quentes” da casa de banho.

Não deve fazer nebulizações sempre que a criança tem tosse, consulte o seu médico para saber quando deve usar, porque em casos de alergias não o deve fazer. A tosse também pode ser provocada por alergias, sendo uma tosse seca e irritativa, sem secreções.

Medidas Preventivas:

  • Ensinar a criança a assoar-se e não a fungar, mesmo crianças pequenas podem e devem saber expulsar a secreções nasais;
  • Não manter a criança fechada dias inteiros por causa do frio, pode e deve apanhar ar e brincar na rua, desde que bem agasalhada;
  • Arejar a casa;
  • Evitar alcatifas e o quarto cheio de almofadas e peluches.

SITUAÇÕES EM QUE DEVE CONTACTAR O SEU MÉDICO OU LIGAR PARA O SAÚDE 24 (808 24 24 24):

  • febre há mais de três dias ;
  • febre muito alta e constante;
  • falta de ar;
  • respiração em esforço;
  • prostração;
  • tosse muito intensa;
  • se a criança tem menos de 6 meses, mesmo que os sintomas pareçam ligeiros.

Fonte:

(1) http://www.portalis.co.pt/o-que-e-a-febre/

(2) http://www.mae.iol.pt/artigo.php?id=1018263&div_id=3653

Sem comentários: